Plataforma MAIS mapeia e conecta ONGs a investidores

Atualizado: 9 de jun.



Publicado originalmente no Observatório do 3º Setor


Por Ana Clara Godoi

Imagem: Divulgação Observatório do 3º Setor



Está no ar a plataforma MAIS – Mapa do Impacto Social, uma iniciativa que pretende formar um banco de dados sobre o terceiro setor brasileiro. Por meio da plataforma, ONGs e organizações da sociedade civil (OSCs) poderão atualizar as suas informações e alcançarem potenciais investidores focados em critérios ESG, parceiros e doadores.


Dados iniciais mostram que mais de 85% das organizações sociais do Brasil atuam alinhadas ao ODS 1 (Erradicação da Pobreza), uma temática crucial, visto que o país voltou para o Mapa da Fome. Cerca de 85% das organizações também têm foco no ODS 10 (Redução das Desigualdades) e 76% contribuem com o ODS 16 (Paz, Justiça e Instituições Eficazes). Apenas 21% estão alinhadas ao ODS 8 (Trabalho Decente e Crescimento Econômico), 15% ao ODS 4 (Educação de Qualidade) e 0,5% ligadas ao eixo ambiental.


A plataforma fornecerá informações para ONGs e OSCs, com o objetivo de facilitar a atuação do terceiro setor e a implementação de práticas ESG. Através da inteligência desenvolvida pela startup SEALL, as entidades poderão analisar suas operações e identificar novas oportunidades de atuação em relação às temáticas de impacto, contribuindo para o alcance da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas.


O projeto foi idealizado pela Impact Beyound e o Instituto Phi, e conta com mais de 30 parceiros, como SEALL, Sintetizo, Ambev Voa, Movimento Bem Maior, Humanize, Movimento Por Uma Cultura de Doação e Mercado Livre.


“Conseguir fomentar o alinhamento das organizações do terceiro setor com as temáticas de impacto da Agenda 2030 é fundamental para acelerarmos a transição para um desenvolvimento econômico mais justo, inclusivo e equilibrado. Disponibilizar o acesso a essas análises e dar visibilidade para as ONGs e OSCs, de forma que possam multiplicar o impacto positivo gerado, alinhado à Agenda 2030, é primordial para a nossa sociedade”, explica Gabriela Ferolla, diretora executiva da SEALL.


Organizações da sociedade civil interessadas podem registrar suas informações através do --site. --

Leia a matéria completa aqui.

horizontal-shot-of-pretty-woman-with-pleasant-smile-on-face-enjoys-online-communication-on
horizontal-shot-of-pretty-woman-with-pleasant-smile-on-face-enjoys-online-communication-on

Cadastre seu e-mail

E acompanhe as novidades sobre cultura de doação.