top of page
Instagram MCD (17).png

Diretriz 5: Fortalecer o ecossistema promotor da doação

​Precisamos nos reconhecer como ecossistema e começar a trabalhar de forma articulada e estratégica.

 

O ecossistema que promove a cultura de doação e a filantropia no Brasil precisa atuar de maneira mais integrada e estratégica, com uma visão sistêmica, com diretrizes orientadoras e uma agenda alinhada na qual iniciativas se potencializem sem sobreposição.

É desejável a ampliação da diversidade de atores para representar a pluralidade nacional e fomentar novos espaços de promoção da cultura de doar para além do terceiro setor. Há necessidade de sensibilizar investidores sociais para a importância do financiamento de ações e atores intermediários que apoiem o fortalecimento do campo. 

Recomendações

MAIS PRIORITÁRIO

• Desenvolver pesquisas e dados sobre o impacto do ecossistema da cultura de doação, incluindo intermediários.

• Fazer um esforço permanente para ampliar a diversidade do ecossistema, valorizando e estimulando a participação de pessoas de diferentes movimentos sociais, como o movimento negro e LGBT+, diferentes regiões do país e diferentes visões de mundo, cuidando para que essa diversidade esteja presente em todos os diálogos ou processos decisórios.

• Investir, principalmente recursos financeiros, nas iniciativas focadas em promover a cultura de doação no país.

• Fomentar maior articulação e ação conjunta por parte de institutos, fundações, empresas e OSCs ao redor de iniciativas de impacto social já existentes, dentro e fora de suas redes.

• Participar das ações mobilizadoras do ecossistema para a ativação da agenda da cultura de doação.

Saiba mais sobre nossas diretrizes

bottom of page