A paixão pelo futebol pode ser aliada no engajamento para doações?

Atualizado: 14 de set.




Com informações da Comunidade do MCD



O futebol é um esporte que traz consigo uma legião de fãs apaixonados, que fazem tudo por seu time, e nesse tudo podemos incluir coisas boas e más. Ao mesmo tempo em que as torcidas organizadas podem protagonizar cenas de intolerância e violência, também existe um outro lado, em que torcedores apaixonados que direcionam esse sentimento pelo ‘time do coração’ para atos de solidariedade, engajamento e doação.


Inspirados por um debate realizado em junho de 2022, na comunidade do MCD no whatsapp, selecionamos aqui três exemplos de ações que uniram o futebol a atividades filantrópicas e/ou de captação de doações. Confira:


Instituto Galo e Sesc Minas


Recentemente, o Instituto Galo, braço filantrópico do Clube Atlético Mineiro, uniu-se ao Sesc Minas para recolher doações de arroz e feijão no Mineirão, para a campanha #FériasSemFome.


O projeto ampara famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar cujas crianças estavam no período de férias, portanto, sem acesso à merenda diária oferecida nas escolas. A iniciativa teve a intenção de aproveitar o engajamento da torcida atleticana às causas sociais. A união de esforços entre as instituições prevê ações mensais em espaços públicos e doações de cestas básicas e produtos de higiene em parceria com o Programa Mesa Brasil Sesc.


O Instituto já havia realizado, em maio, uma campanha de arrecadação de cobertores intitulada Doe Proteção. Os doadores ganhavam descontos em lojas parceiras e também na compra de ingressos.


TikTok e o Futebol contra a Covid


Em agosto de 2020, quando os prejuízos econômicos causados pela pandemia estavam intensos, o aplicativo lançou a campanha online #FutebolContraCovid, em parceria com a organização BrazilFoundation e 32 times brasileiros. A finalidade era arrecadar doações para a organização no combate aos efeitos da Covid-19. A empresa doou R$ 5 por cada usuário que aderiu à campanha. Só no primeiro dia, mais de 4 mil pessoas participaram.


Segundo o TikTok, a vertical dos esportes, e o futebol, em específico, vem crescendo muito rápido, e as torcidas estão aderindo ao aplicativo para seguir seus times do coração. No total, foram doados R$ 750 mil para a BrazilFoundation.


Clubes arrecadam alimentos no Reino Unido


O país que criou o futebol já percebeu que o esporte pode gerar uma forte influência positiva. O que começou com uma caixa de arrecadação no estádio se transformou em uma grande mobilização nos arredores do Everton Stadium, em Goodison Park. Os fãs dos clubes ingleses Everton e Liverpool agora levam alimentos quando vão assistir aos jogos realizados naquele estádio. Com apoio de voluntários da Fans Supporting Foodbanks, os alimentos são separados e distribuídos em bancos de comida e abrigos locais.


A iniciativa foi destaque recente no jornal The Guardian, informando que mais de dois milhões de adultos do Reino Unido chegam a ficar um dia inteiro sem comer, pois não conseguem comprar comida. “Se cada torcedor trouxer uma lata de comida, serão 40 mil latas de comida”, disse uma torcedora no vídeo de divulgação da ação.




Esses são apenas alguns exemplos de ações que utilizam a popularidade do esporte para mobilizar torcedores para causas sociais; já houve iniciativas que advogaram para a doação de órgãos, educação, combate ao racismo, e diversas outras causas. Uma pesquisa realizada em 2017 mostrou que o futebol ainda é o esporte preferido de 49% dos brasileiros, muito à frente do segundo colocado, com apenas 9,4%.


A Cultura de Doação só tem a ganhar ao assimilar importantes valores do esporte, como o trabalho em equipe e a inspiração pelo exemplo. Essa potência pode e deve ser aproveitada pelas organizações sociais.


Os exemplos acima, entre tantos outros, são expressões do que o Movimento por uma Cultura de Doação propõe com a Diretriz 2 do MCD: Promover Narrativas Engajadoras. Além de inserir mais oportunidades de doação no cotidiano das pessoas, é uma ótima estratégia para falar com um público amplo e diverso sobre o impacto positivo das doações. As iniciativas dos grandes times podem inspirar outras instituições esportivas/recreativas e acabam influenciando positivamente uma movimentação a favor de uma causa regional ou nacional. De um time de cidade pequena a um grande e famoso campeão mundial, todos têm a contribuir e a servir de exemplo.



 

Este conteúdo contempla a diretriz 2 do Movimento

por uma Cultura de Doação. Conheça aqui as diretrizes.

horizontal-shot-of-pretty-woman-with-pleasant-smile-on-face-enjoys-online-communication-on
horizontal-shot-of-pretty-woman-with-pleasant-smile-on-face-enjoys-online-communication-on

Cadastre seu e-mail

E acompanhe as novidades sobre cultura de doação.